ATR

Confira o ATR de Abril 2018.

Saiba Mais..

Açúcar

Saiba sobre a cotação semanal do Açúcar. Atualizado em 31/07/2018

Saiba Mais..

Etanol

Cotação semanal do Álcool Anidro Combustível e Hidratado. Atualizado em 27/07/2018.

Saiba Mais..

Piauí vai colher mais de R$ 1 milhão de toneladas de cana-de-açúcar



No grupo Olho D´Água, a produtividade da cana nos anos normais tem sido bem superior à média do Nordeste, alcançando até 74 toneladas por hectare

Tem início na próxima quarta-feira (11) a colheita de cana-de-açúcar do grupo Olho D´Água, em União (50 quilômetros ao norte de Teresina). De acordo com o diretor do grupo no Piauí, Luiz Fernando de Melo, a safra deste ano deve ultrapassar 1 milhão de toneladas, o que representa um crescimento de aproximadamente 300% em relação à produção do ano de 2002, quando o grupo pernambucano adquiriu o controle da antiga Comvap.


Naquele ano, foram colhidas 272 mil toneladas de cana-de-acúcar. Considerado um dos maiores grupos sucroalcooleiro da região Nordeste e o maior produtor de açúcar e álcool do Piauí, o Grupo Olho D´Água tem 93 anos de existência, 11 deles no Estado, e gera na safra e entressafra mais de 10 mil empregos diretos e indiretos, a maior parte deles em União, onde está sua principal base de produção.

Segundo Fernando Melo, a produção deste ano resultará em 1.468 milhão de sacos de 50 quilos de açúcar, equivalentes a 73.421 toneladas, e em mais de 32 milhões de litros de etanol. De acordo com Luiz Fernando, contribui para a boa safra o fato de o Piauí ser hoje um dos estados de maior produtividade de cana-de-açúcar no país. “O Piauí tem clima e solo ideais para o desenvolvimento da planta. Graças a esses fatores, temos um dos maiores índices de produtividade do país”, diz.

Segundo ele, a produtividade da cana nos anos normais tem sido bem superior à média do Nordeste, alcançando até 74 toneladas por hectare. Nos anos secos, como foram os dois últimos, essa média caiu para até 60 toneladas por hectare. “Ainda enfrentamos problemas no Piauí, especialmente aqueles decorrentes de deficiência de infraestrutura, em especial, da energia elétrica. Mas a empresa continua investindo na ampliação de seus canaviais, na estrutura de irrigação, no aumento da planta industrial e no setor de recursos humanos, capacitando e qualificando os funcionários, os que estão no escritório e no campo”, destaca.

Fonte: Jornal O Dia

Parcerias

Pernambuco Equipamentos de Proteção Individual Ltda