ATR

Confira o ATR de Outubro 2018.

Saiba Mais..

Açúcar

Saiba sobre a cotação semanal do Açúcar. Atualizado em 31/07/2018

Saiba Mais..

Etanol

Cotação semanal do Álcool Anidro Combustível e Hidratado. Atualizado em 27/07/2018.

Saiba Mais..

PRODUÇÃO CANA-DE-AÇÚCAR DEVE CRESCER 1,5% EM MINAS GERAIS

A produção de cana-de-açúcar, em Minas Gerais, foi estimada em 64,63 milhões de toneladas, representando um avanço de 1,5% sobre a safra anterior. Segundo os dados do terceiro Levantamento da Safra de Cana-de-Açúcar 2017/18, elaborado pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), o aumento na colheita se deve aos ganhos em produtividade, que ficou 5,9% maior, uma vez que a área em produção foi reduzida em 4,1%. Na atual temporada, a produção de açúcar crescerá 6,7% e atingirá o volume recorde de 4,2 milhões de toneladas. A produção de etanol ficará 1,9% superior, somando 2,7 bilhões de litros.

A expectativa de atingir uma moagem de 64,63 milhões de toneladas de cana, volume 1,5% superior, se deve ao ganho de 5,9% na produtividade, que passou de 74,6 toneladas de cana por hectare para 79 toneladas. Segundo o relatório da Conab, a melhoria nos tratos culturais foi suficiente para garantir uma boa produtividade. Os técnicos da Conab ressaltaram ainda que, em algumas áreas, devido às boas condições de clima e de solo e ao alto nível tecnológico, foi registrada produtividade em torno de 100 toneladas de cana por hectare.

Ainda segundo a Conab, a redução verificada na área de produção mineira ocorreu devido à prática de rotação de cultura, a não renovação de contratos de arrendamento em área de terceiros e, ainda, à paralisação de uma unidade produtiva. Com isso, a área estimada para a safra 2017/18 é de 818,1 mil hectares em Minas Gerais, dos quais 61% referem-se à área própria e 39% à área de fornecedores.


“A previsão de safra ficou muito próxima ao que o setor esperava. Tivemos uma produção de etanol considerável, não foi a maior da história no Estado, mas foi superior à do ano passado. A produção de açúcar foi muito importante, principalmente, pelo volume recorde registrado no Estado. Nesta safra tivemos bons resultados em algumas regiões, principalmente, no Triângulo, maior região produtora, mas não foi generalizado. Enfrentamos algumas complicações nas regiões da Zona da Mata, Central e Norte, onde o clima estava muito seco e com baixa pluviosidade”, explicou o presidente-executivo da Associação das Indústrias Sucroenergéticas de Minas Gerais (Siamig), Mário Campos.

Entre os produtos da atividade sucroalcooleira, destaque para o açúcar. Na safra 2017/18, foi registrado recorde de produção, alcançando 4,25 milhões de toneladas, um avanço de 6,7% sobre as 3,99 milhões de toneladas produzidas na safra anterior. Ao todo, foram destinadas 31,6 milhões de toneladas de cana para a produção de açúcar, alta de 4%.


Fonte: Diário do Comércio

Parcerias

Pernambuco Equipamentos de Proteção Individual Ltda