ATR

Confira o ATR de Janeiro 2020.

Saiba Mais..

Açúcar

Saiba sobre a cotação semanal do Açúcar. Atualizado em Julho/2019

Saiba Mais..

Etanol

Cotação semanal do Álcool Anidro Combustível e Hidratado. Atualizado em Julho/2019.

Saiba Mais..

RENOVABIO TRARÁ UM GRANDE DIFERENCIAL DE EFICIÊNCIA INDUSTRIAL, ENERGÉTICA E PROTEÇÃO AO MEIO AMBIENTE

O Portal SIAMIG conversou com um dos mais conhecidos consultores do setor sucroenergético nacional, o engenheiro químico, Thales Velho Barreto, diretor da Velho Barreto Consultoria e Projetos, sobre os avanços do setor nos últimos anos e o que ele pensa para o futuro do segmento. A conversa ocorreu durante a realização do Congresso Nacional de Bioenergia da UDOP.

Portal SIAMIG - O que mais te chama a atenção nessa evolução do setor nos últimos anos?

Thales Velho Barreto - Nessas últimas décadas, houve um avanço significativo na produtividade industrial, ou seja, na quantidade de açúcares recuperados da cana de açúcar que entra na indústria. Para tanto, ocorreu uma grande evolução em todos os setores: na extração do caldo, a melhora na preparação, a alimentação forçada nas moendas, a instalação de rolos perfurados e finalmente a introdução do difusor.

Na produção de etanol muitos pontos devem ser enumerados como a seleção de leveduras, na fermentação, o aumento do teor alcoólico do vinho e implantação de sistemas de resfriamento eficientes. Algumas unidades se beneficiaram pela venda do gás carbônico e levedura seca.

No setor de destilação os aparelhos antigos aumentaram a produção e produtividade através de diversas modificações até que uma nova geração de destilarias foi oferecida ao mercado, mas ainda há muito o que evoluir.

USINAS ANTECIPAM INÍCIO DA SAFRA 19/20 EM ALAGOAS

Iniciada na quarta-feira passada, 07, pela usina Santo Antônio, localizada no município de São Luiz do Quitunde, a safra 19/20 virou sinônimo de aposta de mais um ciclo de crescimento para o setor sucroenergético que estima uma moagem na casa dos 18 milhões de toneladas de cana processadas.

Após a Santo Antônio, que após iniciar a moagem foi obrigada a suspender a moagem por um dia por conta do excesso de chuva na região, a próxima usina a entrar no novo ciclo da cana em Alagoas será a Camaragibe, a partir desta terça-feira, dia 13.

Esta semana, a usina Pindorama também anunciou o início da safra para a próxima quinta-feira, dia 15. Com isso, em uma ação inédita e em função da grande quantidade de cana a ser beneficiada, três unidades industriais iniciam um novo ciclo ainda na primeira quinzena de agosto.  Tradicionalmente, a maioria das usinas inicia a moagem a partir de setembro.

De acordo com dados colhidos até o momento, a safra 19/20 deve contar com 14 unidades industriais em funcionamento, a exemplo do que ocorreu no ciclo passado, quando foram processadas quase 16,5 milhões de toneladas de cana.

Diante de uma expectativa climática positiva, com regularidade de chuvas durante todo o ciclo de moagem, tanto as usinas quanto os fornecedores de cana afirmam que a safra poderá ultrapassar a previsão inicial da quantidade de cana moída e chegar até a 20 milhões de toneladas de cana processadas.

Fonte: Assessoria Jornal de Alagoas - Texto retirado do Portal CanaOnline

Parcerias

Pernambuco Equipamentos de Proteção Individual Ltda