ATR

Confira o ATR de Janeiro 2020.

Saiba Mais..

Açúcar

Saiba sobre a cotação semanal do Açúcar. Atualizado em Julho/2019

Saiba Mais..

Etanol

Cotação semanal do Álcool Anidro Combustível e Hidratado. Atualizado em Julho/2019.

Saiba Mais..

RAÍZEN PRIORIZA INOVAÇÃO PARA A TRANSFORMAÇÃO AGRÍCOLA DIGITAL

A Raízen, fruto da junção dos negócios da Shell e Cosan e uma das maiores fabricantes de etanol de cana de açúcar, já começou a jornada agrícola digital. A empresa criou um hub de inovação para acompanhar as startups, batizado de Pulse, e vem incorporando as boas práticas que enxergam nelas para deixar a companhia mais rápida e ágil em suas entregas.

Para a companhia, a transformação digital pode ser entendida e dividida em dois grandes pilares. Um é a digitalização dos processos que existem, por exemplo, com o lançamento do ShellBox para o cliente efetuar o pagamento do abastecimento ou usar drones em vez de pessoas para acompanhar a lavoura. O outro é a criação de modelos de trabalho digitalmente, com os processos já nascendo digitais.

Neste momento, a Raízen está começando na fase dois, com o desenvolvimento de novos processos digitais e multidisciplinares. A companhia criou, inclusive, uma área digital para dar mais foco ao movimento. “O processo de transformação digital é constante e demorado”, diz José Eduardo Massad, diretor de tecnologia da informação (CIO) da Raízen.

BRASIL BATE RECORDE DE PRODUÇÃO, CONSUMO E VENDA DE ETANOL EM 2018/2019

O Brasil bateu recordes de produção, consumo e venda de etanol na safra 2018/2019, encerrada em março, mostram dados consolidados pela União da Indústria de Cana-de-Açúcar (Unica) divulgados nesta quinta, 2. A oferta do biocombustível foi de 33,10 bilhões de litros - 9,91 bilhões de litros de anidro e 23,18 bilhões de litros de hidratado - pouco mais de 10% a mais que o recorde anterior, de 30 bilhões de litros, da safra 2015/2016, e alta de 19% sobre os 27,8 bilhões de litros de 2017/2018.

Com os preços pouco remuneradores do açúcar, o setor deixou de produzir quase 10 milhões de toneladas e de exportar 8 milhões de toneladas do adoçante em relação ao ciclo 2017/2018. Com isso, 64,3% da cana processada foi destinada ao etanol e o volume comercializado pelas usinas e destilarias brasileiras somou 30,61 bilhões de litros, alta de 20,44% sobre o apurado em 2017/2018, de 25,42 bilhões de litros.

As vendas de etanol hidratado das unidades produtoras atingiram 21,43 bilhões de litros, alta de 39,7% quando comparadas às do ciclo agrícola anterior. A comercialização de etanol anidro, utilizado na mistura à gasolina, diminuiu 8,88%, para 9,18 bilhões de litros em 2018/2019. As vendas de etanol para o mercado industrial permaneceram estáveis entre as safras, em 920 milhões de litros.

Parcerias

Pernambuco Equipamentos de Proteção Individual Ltda